Paralelamente à difusão das chamadas lojas de fast-fashion e à produção em grande série, mesmo na reprodução de tendências que, pelo preço e pela marca associada, se queriam mais exclusivas (e onde a Zara é a abelha-rainha, copiando quase imediatamente as peças dos grandes criadores, ainda mal estas saíram em desfile), surge a vontade de ser diferente, de estar diferente, de saírmos um bocadinho desta grande caixa onde a Zara, a Mango criam  mais 340 palavras